Vídeos

Raízes da homossexualidade



Abuso Sexual na Infância


A Prática da homossexualidade: Uma reflexão à luz das Escrituras



Dependência Emocional - Entenda com Andrea Vargas 



Codependência - Entenda com Arlei Lopes



Sexualidade : Conceitos & Preconceitos



Vício Sexual



Adolescentes & Sexualidade



Mentira - O Maior Problema de Nossas Vidas



Deixando a Homossexualidade 



A Construção Sexual



Compulsão Sexual: Comentários do Psiquiatra Eduardo Adnet 



Pornografia



Masturbação 




Assista milagres emocionantes! Somente o Pai é digno de toda honra, toda glória e todo louvor para sempre, amém!



Nada melhor falar de misericórdia quem a conhece!



Curada de câncer após desafiar a Deus



A Televisão: Pesquisa Científica e não Teológica



 Esse é o nosso Salvador! Galardoador da Vida Eterna e Imortalidade. 
Negá-lo é morrer: para sempre!



5 comentários :

  1. AGRADEÇO pelos vídeos divulgados nesta página.
    Como é importante abordar estes temas pela igreja!
    Quando jovem estes temas não eram abordados pelo meio cristão que frequentava e toda minha orientação foi da mídia.
    Vou divulgar para colegas e professores.

    ResponderExcluir
  2. encontrei num site espero que ajude :
    1. Se a pessoa deseja não seguir pelo caminho da homossexualidade, ela pode começar a evitar alimentar ou dar vazão a pensamentos com relação à homoafetividade. Isto pode se tornar mais fácil se a pessoa passa a evitar sites da internet, revistas e tudo o que a incentive a isto (Filipenses 4:8);

    2. Ela também pode procurar se afastar de qualquer amizade com pessoas que tenham tendência homossexual. Não por discriminação a elas (afinal, somos todos iguais aos olhos de Deus), mas pela decisão que tomou de evitar se colocar em situações que estimulem o desejo homossexual. A pessoa pode seguir a sua decisão baseada nos princípios e valores os quais ela decidiu seguir;

    3. É importante que o indivíduo não se pressione a todo tempo quanto a ter ou não o desejo homossexual. Nem sempre eles vão passar, mas a pessoa pode aprender a lidar com eles;

    4. A pessoa pode canalizar a energia que seria direcionada para os contatos homossexuais para outras áreas da vida dela: desenvolvendo um trabalho que goste ou um estudo, tendo um hobby que a ajude a ter satisfação, fazendo exercícios físicos para a diminuição da ansiedade, tendo atividades na igreja, na comunidade, etc. Isto poderá não resolver a questão, mas ajudará a pessoa a ter outros canais de prazer, de alegria e de satisfação na vida, em suprimento e substituição do prazer vivido em uma relação homoafetiva;

    5. Se a pessoa é cristã, recomenda-se que tenha um tempo diário com Deus, a fim de apresentar para Ele o que ela está sentindo (Filipenses 4:6) e receber dEle a força que precisa, assim como o alívio de sua angústia (Salmos 34:18);

    6. Conversar com alguém que seja neutro no assunto e que possa ajudar no sentido de ouvir e compreender, é muito importante porque traz alívio. Em muitos casos, um auxílio psicoterapêutico (com um psicólogo) ajuda a aprender a lidar com o sofrimento existente.
    No entanto, se esta pessoa é cristã e deseja seguir seus princípios e valores, é mais interessante que ela procure uma ajuda de um profissional também cristão, por este ter um entendimento mais prático do que é desejar seguir a Cristo, deixando de lado os próprios desejos que não condizem com os princípios escolhidos por essa pessoa;

    7. E, por último, se o homossexual acredita em Deus, é fundamental que jamais duvide do amor divino (1ª João 4:8, 16) por ele. O Criador ama a cada um incondicionalmente, e não faz acepção de pessoas (Romanos 2:11). Ele está disposto a ajudar tanto hétero quanto homossexuais a serem felizes nessa vida (3ª João 2), e a se prepararem para a vida futura que prometeu a todos aqueles que O amarem e O aceitarem como Salvador pessoal (João 3:16). [4]
    Thais Souza, psicóloga
    Dr. Cesar Vasconcellos, médico psiquiatra

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tirando a parte B do número 3. O texto é mega aproveitável. Obrigado pela colaboração!!!

      Excluir
  3. Por que a parte b do número 3 não é aproveitável? Você acredita que esse desejo homossexual vai desaparecer por completo? Gostaria de saber. Sei de algumas situações, como pessoas viciadas em pornografia que ainda tem o desejo de fazer isso, mas se educaram a não se render a isso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Filipe se eu não tivesse esta certeza te garanto que este blog e meio de comunicação não existiria! Não limite Deus! Ele so' age até onde você crer e deixar. Ele não invade sua existência passageira. Ele espera ser convidado! Um Deus que fez tudo isso não pode acabar com um sentimentozinho de nada?!!! Nem combina né! Ouça Deus e não os homens. Medite em BÍBLIA!!!

      Excluir


Postagens populares

Contador de Visitas

VISITE TAMBÉM: